fbpx

41 99667-1029

comercial@emporiodolupulo.com.br

10 dicas para iniciantes nas produções de cervejas artesanais


Para todos os cervejeiros que fabricam cerveja há muitos anos, que conselho daríamos para nós mesmos quando ainda estávamos iniciando? 

 

1. Tenha sempre um saquinho de levedura de reserva

Acredite, quando começamos  nos aventurar em fazer cerveja em casa, tudo é novo, cada termo, cada passo, dúvidas são frequentes. Afinal, somos iniciantes e estamos ansiosos para tomar a primeira cerveja feita pelas próprias mãos, e querendo ou não, são muitas informações, errar é muito fácil. Se caso sua cerveja não apresentar sinais de fermentação em 48h, o fato de vc ter um sachê reserva com certeza vai diminuir sua preocupação e caso seja necessário, ele estará lá, pronto para ser inoculado. Não precisará correr a um Brewshop desesperado domingo pela manhã! 

2. Mantenha o início simples

Comece pelo básico, mantenha as receitas simples, não ponha a carroça na frente dos cavalos. O básico e simples para começar, ajudarão você a entender e consolidar  bem os processos intelectuais e operacionais, para depois começar a inventar moda com cervejas extremas, afinal, fazer cerveja é uma arte, e com certeza devemos nos aventurar no universo de novas cervejas, quem sabe você não desenvolverá um novo produto de sucesso?

3. Mais nem sempre é melhor

Se você está começando, provavelmente vai errar, com certeza esquecemos de alguns passos, erramos o tempo de algum lúpulo, nos atrapalhamos na operação, deixamos escapar alguma mangueira. E se for para perder cerveja,  ou não gostar do resultado, que seja pouca e não muita. Assim a desmotivação para tentar novamente será menor e o rombo no bolso também.

4. Não negligencie sua água.

Aqui talvez a grande pegada é a falta de atenção com o filtro, ou com cloro em sua água. Acredite, você não irá querer tomar  cerveja com clorofeno (gosto de esparadrapo). A grande sacada é o uso de água mineral, mas caso queira usar do seu filtro, aconselho o uso de ácido ascórbico P.A. (vitamina C), podendo usar 3g para cada 20L. Prevenção de prejuízos a cerveja e ao bolso nunca são demais.

 5. Visite brewshops

Troque ideia com os lojistas e com o pessoal que frequenta a loja, deixe o ego de lado e não tenha medo de pedir conselhos ou opiniões, leve um exemplar de sua cerveja para eles experimentarem com você. Acredite, este pessoal já conhece bem os erros dos cervejeiros, sabem quais são os principais pecados capitais da produção, vivenciam todo  santo dia isso e com certeza eles irão te ajudar.

6. Não se preocupe tanto com a exatidão da temperatura de mostura

Tenha um termômetro bom, mas não perca a calma se algo der errado com a temperatura, existe uma faixa enzimática ótima de trabalho, mas não significa que se a temperatura não estiver super exata nesta faixa, não acontecerá a conversão. Lembre-se, isso é um hobby e nas primeiras vezes será difícil conseguir um super controle de tudo. 

7. O volume final importa

Marcas na parte externa de fermentadores podem garantir que você está obtendo o volume esperado, o que pode ajudar bastante na solução de inconsistências no processo de fabricação da cerveja.

8. Controlar a temperatura da fermentação

Nós sabemos que muita gente deixa fermentar em temperatura ambiente, inclusive muitas marcas estão lançando fermentos que toleram altas temperaturas, se existe algo que acreditamos que deve ser um bom investimento, é no controle de temperatura. Isso fará de você um cervejeiro melhor com cervejas melhores. 

9. Aprenda a provar de maneira crítica

Conhecer Off-flavors é uma oportunidade que não pode ser deixada de lado. Faça cursos, experimente de forma crítica a própria produção, procure aquilo que te incomoda e resolva o problema. Outra dica legal é comparar seus clones, tente clonar receitas de cervejas famosas e compare. Todo hobby exige estudo, e com a produção de cervejas não será diferente.

10. Informe-se das fontes revisadas

A internet proporciona uma excelente fonte de informações rápida e gratuita, mas cuide, já percebemos muitas informações erradas que clientes nos trazem. Boa parte da melhor bibliografia está em inglês, existe bons blogs de discussões, e cada dia que passa muitas pessoas se empenham cada vez mais em trazer o melhor. Portanto certifique-se conflitando as fontes para ver se as informações batem.

 

Talvez uma dica bônus seria: cuide para não beber muito no dia da brassagem, isso pode atrapalhar um pouco as coisas! 😈 

 

Fala cervejeiro!

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários. 🙂